“Coloca na imobiliária”

Desde que iniciei um projeto pessoal de transformar um antigo imóvel adquirido pela família em negociação há alguns anos em pequenas habitações para locação, muitas pessoas – provando que não entendem nada do ramo rs – vem com aquela sugestão fatídica:

Porque tu não colocas na imobiliária pra alugarem pra ti?

Eles sugerem isso na crença ingênua de que pôr seu imóvel sob as responsabilidades de uma imobiliária vai lhe livrar de dores de cabeça.

Não vai.

Se o inquilino atrasar ou não pagar, quem vai ficar no prejuízo é você.

Se o imóvel precisar de alguma manutenção, é você que terá que resolver.

Se o inquilino sair deixando o imóvel destruído, o corretor não vai cobrá-lo, muito menos forçá-lo a reparar o imóvel.

A não ser que você tenha muita sorte, não vai encontrar um corretor com essa disposição.

Mas tem outros motivos pelos quais não vale a pena largar seu imóvel para um corretor alugar.

Honorários – Eles costumam cobrar uns 50% do primeiro aluguel e depois uns 10% dos próximos alugueis.

Demora para se fechar uma locação – Um corretor exige mais documentações e condições para se locar um imóvel de terceiro, a maioria do povão não tem estrutura para cobrir essas condições.

Viver de aluguel não é mil maravilhas

O fato é que quem vê de fora, acha que a pessoa que vive de renda de aluguéis vive num mar de rosas. De fato é uma situação privilegiada em relação ao restante da população, embora quase sempre tal “privilégio” tenha sido adquirido com base num esforço hercúleo.

Mas é uma situação particular complexa que exige certa reflexão e predisposição para nela ser bem sucedido.

Você pode ter lá sua situação profissional bem resolvida, e pode estar investindo em imóveis para aluguel, para isso, pretende largar seus imóveis para corretores administrarem.

Espero que tenha sorte ao encontrar este corretor, ou que estabeleça bem as condições com ele antes, para reduzir as possibilidades de dor de cabeça.

No meu caso, cheguei ao entendimento, pela minha experiência e pela observação de alguns outros investidores, que para o aluguel dar certo, você precisa se profissionalizar no ramo, e, como em todo ramo, dispensar parte de seu tempo e energia para manter sua “empresa de moradias” funcionando.

Isso inclui:

1 – Dinamismo para anunciar seus imóveis, reduzindo ao máximo o tempo de vacância, isto é, o tempo entre a saída de um inquilino e a entrada do próximo.

2 – Tempo, habilidades e recursos para as manutenções, que serão coisa certa: Elas vão vir e é bem normal que venham – chuveiro que queima a resistência e a mulher (às vezes “homens”) não sabe trocar, curto-circuito na instalação elétrica, vazamento de água (que dão um prejuízo desgraçado até que seja percebido) e entupimento de esgoto. Para pequenos reparos vale a pena você mesmo ir aprendendo, e para os reparos mais difíceis, manter sempre as mãos o número de um ou dois pedreiros para lhe socorrer em caso de urgência.

3 – Flexibilidade e habilidades para negociar diretamente com seus inquilinos, sabendo vender seu peixe e cobrando por ele, quando necessário, sempre com profissionalismo e maleabilidade.

Crie a sua imobiliária

Então esta é minha conclusão, se você quiser viver de renda, terá que se profissionalizar e dispor de tempo e energia para se dedicar, porque nesta vida até traficante tem que ralar pra ganhar seus dinheiros, com a gente não é diferente.

Assim, em vez de “pôr seu imóvel na imobiliária”, o ideal é você mesmo criar seu esquema de imobiliária.

***

Imagem